Moda

Armário-Cápsula: Quero agora!

Por Beatriz Pinho | 10 de junho, 2016

Já falamos bastante sobre o que é e como surgiu o conceito de armário-cápsula por aqui. Agora, para quem gostou e já está louca para começar um, com a ajudinha do blog unfancy, reunimos algumas dicas espertas para fazer acontecer. Bora lá!

Vamos começar com um passo-a-passo e umas regrinhas básicas:

#1: Separe aquelas 37* peças de roupas que irão compor seu armário-cápsula.

Elas incluem blusas, calças, vestidos, casacos e sapatos. Não incluem roupas de ginástica, roupas de banho, pijamas, calcinhas e sutiãs, bolsas, jóias e acessórios e aquela roupinha gostosa que você usa quando resolve passar o dia no aconchego de casa.

“Mas oh, como eu faço isso?” Não é nada fácil escolher e desapegar, nós sabemos. E pra quem está sofrendo com isso, preparamos um outro post com um guia super incrível de como fazer essa seleção!

*PS relevante: Não se prenda ao número 37. Ele pode variar, ponderadamente, pra cima ou pra baixo. Mas lembre-se este é um desafio a uma mudança de vida minimalista, portanto, contenha-se. Menos é mais e é super gratificante.

#2: Use somente essas 37 peças durante os próximos três meses, vulgo a estação que vem chegando.

#3: Não faça compras durante este período, até que chegue sua última semana.

#4: Nessa última semana, se planeje e vá às compras para seu cápsula da próxima estação.

Valer lembrar que ir às compras, neste caso, não significa pirar e renovar completamente seu guarda-roupa. Agora, que seu estilo já está bem mais definido, escolher será bem mais fácil! Então, seja racional e mantenha seu objetivo em mente. Um bom número para ter como guia é algo não passa de 8 peças.

Tudo certo, tudo entendido? Acha que ainda está precisando de uma ajudinha para dar início a essa ideia doida de armário-cápsula?

Para te dar mais um forcinha, criamos um modelo traduzido e adaptado de planejamento do cápsula. Ele pode te ajudar a entender melhor o seu estilo e construir seu cápsula com mais facilidade. Dispomos, nas fotos aqui de cima, uma versão para você imprimir e preencher do seu jeitinho, e outra para usar como modelo, caso qualquer dúvida venha a surgir. As possibilidades são diversas e a forma de raciocínio para alguns pode não ser a melhor para outras. Portanto, liberte-se, use o modelo como quiser e depois conta pra gente como rolou.

Agora, vai que vai, garota! A mudança está ao seu alcance!